Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \26\UTC 2009

drops

gum-drops

 

drops

 

 

# e finalmente o Marcílio apareceu na Globo. só que o destaque foi negativo. nos gols da rodada, o Jornal da Globo de ontem à noite mostro em rede nacional a surra que o Marinheiro levou na Ressacada: 3 a 1 para o Avaí. é… a quinta derrota consecutiva levou à globalização do vexame…

 

# acontece na noite de hoje, às 20 horas, o lançamento da Revista Porto Cênico: Formação Estética e Poética. o evento, que também comemora os cinco anos de existência do grupo de teatro itajaiense, será no Núcleo Artístico, Rua Fiúza Lima, 387, Vila Operária.

 

# participe você também da campanha “Acorda, Benedito!”.

 

# ah, e para felicidade de poucos e descontentamento de muitos, esta semana não sai o Correio Popular. os dias de Reinado de Momo – quando praticamente nada acontece aqui na província – tornaram inviável a quinta edição. mas semana que vem estaremos de volta, a todo vapor.

 

# devidamente espanadas as cinzas de mais um Carnaval, 2009 finalmente começa. uma boa mostra disso é movimentação aqui na nossa blogosfera. entre aqueles que ainda estavam meio “sonolentos”, praticamente todos já estão intensificando as atividades.

 

# recomendo aos amigos e amigas a leitura de “Amor Líquido”, do filósofo Zygmunt Bauman. fica ainda mais interessante se for temperada por uma visita ao blog de Felipe Damo.

 

# trilha sonora sugerida: “Paradeiro”, Arnaldo Antunes.

 

 

Read Full Post »

a folia no cais de maria

muito bom! agora só recuerdos y cinzas...

muito bom! agora só recuerdos y cinzas... Foto: Seba

 

maravilhoso carnaval.

um dos melhores, mais bonitos

musicais e saudáveis

dos últimos anos

 

aos amigos e amigas,

por todo o brilho;

aos compadres e comadres

que transitam na noite

(“Larô-iê”, Dona Calunga e Seu Zé!);

à musa música

que se fez presente

nas vozes e nos violões:

Rafaelo, Carla e Gegê

por toda essa luz

em forma de canções;

ao mestre Helinho:

“Eparrei!”, salve a inspiração;

e à anfitriã Elvira,

pela graça e recepção;

 

a Oxalá, criador,

por nos legar

os mistérios da arte:

“Epa Epa Babá”,

dá-nos tuas bênçãos,

diante do estandarte

 

à nossa maneira, fizemos folia

diante do mar, neste carnaval

sacralizamos a noite, a alegria

sem  tempo ruim

nem chance para o mal

no nosso cais de maria

Read Full Post »

é hoje

é hora da folia: bem-vindos ao cais de maria

é hora da folia: bem-vindos ao cais de maria

venha você também para o Bloco Anarco-Carnavalesco

Filhos de Maria do Cais.

 

mais detalhes no blog do Helinho.

 

 

 

“é hoje o dia da alegria

e a tristeza

nem pode pensar em chegar”

(Didi – Mestrinho)

Read Full Post »

bebo poesia

coffee keeps me alive...

coffee keeps me alive...

 

bebo poesia

 

 

haja fúria e fogo

contra a apatia;

a regra do jogo

é esquentar a noite fria,

feita de silêncio,

escuro

e fantasmagoria…

vou pular o muro

e fugir da agonia

 

perseguir a alegoria

de um amanhecer

e com as cores da utopia

emergir, florescer

 

se a vida reluz

como o sol ao meio-dia

num copo de blues

bebo poesia

 

 

 

andré pinheiro, 15/02/2009

Read Full Post »

rock

Com o LP Tattoo You, clássico dos Stones gravado em 1981.

Com o LP Tattoo You, clássico dos Stones gravado em 1981.

 

pode parecer estranho. pode parecer bobagem. mas devo muita coisa ao Rock. ainda lembro muito bem daquela manhã de sábado em 1987, quando meu pai atirou sobre o meu colo dois discos de Raul Seixas – que guardo até hoje – e orientou: “esse cara é mó louco. ouve isso aí”. desde aquele dia tudo mudou.

 

logo depois, numa bela noite de 1989, o filme Curtindo a Vida Adoidado (Ferris Burler’s Day Off) foi exibido na TV Globo. além da história sensacional, o filme trazia ainda a pedra filosofal/elixir da juventude: Twist And Shout, gravada pelos Beatles. putz! estava deflagrada a revolução aqui dentro do peito…

 

três anos mais tarde, a indescritível experiência sensorial do primeiro contato com o hipnótico riff e a audição de Satisfaction me apresentava os Rolling Stones. pleased to meet you! estava completa a mutação, que veio a ser (muito bem) complementada por Dylan, Mutantes, Ramones etecétera e outros tais.

 

eu poderia citar uma série de escritores consagrados para fazer bonito na hora de responder sobre quem ou o quê me levou a trilhar o caminho das letras. mas prefiro mesmo ser honesto e dizer: foi o Rock. tudo começou por causa do Rock. além da sonoridade, comecei a prestar atenção aos versos de Lennon & McCartney, Raul, Dylan, Jagger & Richards, Jim Morrison, Rita Lee e os irmãos Baptista, Lou Reed, Chuck Berry e uma série de outros malditos e benditos que me ensinaram e ensinam a beber sempre nesta fonte de eterna juventude, rebeldia e ímpeto revolucionário. depois, claro, vieram os poetas. mas a esta altura, já no final dos anos 1990, o fogo já havia pegado o circo.

 

muito devo ao Rock. a poesia; o inconformismo – combustível para lutas e mudanças; a insistência em sonhar; a indignação e os anseios de anarquia. também o amor pelas pessoas e pela vida; uma forma romântica, voluptuosa e apaixonada de ver o mundo, sempre a levar em conta que, como dizia um blues do bom e velho Muddy Waters, “rolling stones gather no moss”: “pedras que rolam não criam limo”. lust for life!

         

andrepinheiro, 12/2008

Read Full Post »