Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \31\UTC 2007

vamos lá! 

maratona de leitura no SESC de Itajaí

de 5 a 7 de novembro (segunda a quarta-feira) o SESC de Itajaí irá realizar mais uma etapa da Maratona de Leitura.

a Maratona de Leitura é um programa que promove o encontro de pessoas para a leitura de clássicos da literatura mundial, como Machado de Assis, Ítalo Calvino, Clarice Lispector, Julio Cortázar e Manoel de Barros, entre outros. nesta etapa será lido o livro A Metamorfose, de Franz Kafka.em todas as etapas, as leituras são acompanhadas por assessores culturais, pessoas que fazem da leitura um modo.

em Itajaí, os convidados serão Cristiano Salles, doutorando na UFSC, e Cristiano Moreira, mestrandona UFSC, professor e poeta, autor do livro Rebojo.

as inscrições são gratuitas e os encontros acontecerão no SESC de Itajaí, na Av. Marcos Konder, das 18 às 22 horas.

                    andrepinheiro, 31/01/2007

Anúncios

Read Full Post »

andré pinheiro

sarau benedito: nova fase

para falar a verdade, eu mesmo não acreditava muito. talvez pela familiaridade com o Aldeia Bistrot. ou por nunca termos realizado o evento em outro local. ou, ainda, por não conhecer o Café & Cultura.

mas o fato é que o Sarau Benedito desta segunda, dia 29, foi muito bom. mesmo não reunindo um público tão grande quanto outras edições e terminando um pouco mais cedo que de costume, o Sarau mostrou que tem força e muita lenha para queimar.

as instalações do Café & Cultura mostraram-se bastante acolhedoras. e, o mais importante, o tratamento que recebemos das meninas do bar foi classe A.

o espaço que tão bem recebe o trabalho de músicos, atores, fotógrafos e outros artistas poderá também, a partir de agora, ser a casa do Sarau Benedito. estou torcendo muito para que a parceria dê certo e que possamos ter grandes momentos e um bom retorno, tanto para o Sarau quanto para o bar.

de casa nova, talvez o Sarau Benedito entre numa nova fase. pode ser que perca um pouco o jeitão meio “pop” que construiu no Aldeia. com isso, poderá ganhar um público menor e mais seleto, sem tanta agitação… talvez. talvez. isso é uma das coisas que podem acontecer. mas, como diria John Lennon, “tomorrow never knows”. amanhã nunca se sabe.

vale ressaltar ainda que, com o repentino fechamento do Aldeia, fizemos as coisas às pressas e não divulgamos adequadamente nossa estréia no Café & Cultura. e mesmo assim, alguns “amigos do peito” já nos acompanharam nesta migração. acredito então que, fazendo direitinho o dever de casa, com a devida divulgação, poderemos levar um pouco mais de público ao Sarau.

no mais, muito obrigado a todos e a todas que nos acompanham e continuam conosco. muito obrigado, Café & Cultura, pela acolhida.

e só para lembrar: no dia 12 de novembro tem Sarau Benedito no Café & Cultura. e o poeta homenageado será o itajaiense Bento Nascimento.

                           andrepinheiro, 30-10-2007

Read Full Post »

homenagem

fica em paz, grande amigo!

Militância e alegria: o jornalista Adenilson Teles, cercado por crianças indígenas.

  

homenagem

é de forma bastante sentida que registro aqui o falecimento de Adenilson Teles dos Santos, vítima de acidente automobilístico no trevo de Otacílio Costa, na tarde deste domingo, dia 28.

grande amigo e colega dos tempos de universidade, Teles era jornalista atuante. sempre engajado com as causas sociais, entre outras realizações profissionais e pessoais, desenvolveu um maravilhoso trabalho com rádio comunitária em Blumenau. atualmente trabalhava no Sindicato dos Bancários da mesma cidade.

com certeza deixa saudades e muitos exemplos de ética e envolvimento na luta por um mundo melhor. ficam também grandes lembranças do movimento estudantil, das aulas e das festas que fazíamos no curso de Jornalismo da Univali (Itajaí), na segunda metade dos anos 90.

foram muitos os diálogos, os risos, os ideais e os planos (vários deles realizados). foi extremamente rica a convivência. e será eterna a amizade. apesar de não nos encontrarmos há algum tempo, ainda na semana passada lembrávamos com muita alegria e carinho deste inesquecível companheiro e camarada.

amigo Teles, segue em paz o teu caminho espiritualidade afora. e onde estiveres, continua na tua luta por um mundo melhor.

forte abraço e a gente se vê!

                                                   andrepinheiro, 29/10/2007

Read Full Post »

um lugar do caray…

valeu!

Seba e eu, durante um Sarau Benedito, no Aldeia Bistrot. Foto de Rômulo Mafra.

  

um lugar do caray

somente agora posso comentar algo realmente lamentável que ocorreu na semana passada, mais especificamente na sexta-feira, dia 26. o fechamento do Aldeia Bistrot deixará uma lacuna na cena artístico-cultural da cidade.

espaço sempre aberto às manifestações artísticas, o Aldeia abrigava iniciativas como o Sarau Benedito e projetos musicais. foram muitos os momentos maravilhosos e importantes que vivemos lá. como disse um amigo ontem, o Aldeia Bistrot criou uma necessidade em Itajaí: a de um bar (ou algo semelhante) que abra espaço para eventos e acolha uma significativa parcela da nossa classe artística.

além da amizade, parceria e generosidade dos proprietários e de toda equipe, um dos grandes legados do Aldeia Bistrot foi justamente mostrar que é possível transformar projetos em realidade. mesmo que alguns não queiram e tentem impedir.

muito obrigado por tudo, Gustavo e Juna!

                        andrepinheiro, 29/10/2007

Read Full Post »

cata-vento

the answer is blowin' in the wind...

cata-vento

  

não quero relógio

aprisionando o meu tempo;

nem apê ou casa:

vou morar no relento

  

renuncio à inércia

com meus movimentos,

pois na ventania

eu sou cata-vento

                              

                                   andré pinheiro, 1999

Read Full Post »

perfeição

perfeição

  

jogo fora tudo que é perfeito. padrozinado, limpo, reto.

moralmente abençoado, benquisto, sacramentado.

fodam-se as regras do governo.

renuncio ao bem-aceito e aproveito para

convidar: vamos celebrar o imperfeito!

sou o fruto podre, a rima pobre, a grana pouca.

comigo carrego a inexatidão da miopia, o mais

impróprio improviso, a falha na percepção. o golpe

brutal, o dobrar das pernas, o inexorável tombo

e o beijo na lona. a boca seca, a tontura da ressaca,

o desencanto de um pênalti perdido. a merda no calçado,

o tropeção. o xeque-mate me persegue. sou

o eterno vice-campeão, participante desolado da segunda divisão.

sou profeta do caos, amante do erro, padroeiro

do infortúnio. repudio a precisão, digo não a todas

as virtudes. faço-me ouvir na nota errada

do músico amador; na voz estridente do cantor

desafinado. sou o palavrão, o mau-cheiro, o antibelo.

desilusão, desdita. o beijo negado, o amor

não-correspondido; a pele escura, a celulite, a cicatriz,

a flacidez. a palavra mal-escrita, o erro na pontuação.

a fala fanha, a calvície, o aleijão.

vagabundo, anti-herói, anjo torto, cicerone

do inferno. palhaço, matuto. andarilho coxo, malabarista

trêmulo. não tenho pátria, língua, religião. nada

me pertence, nada me conduz, nem me consola.

sou a amnésia, avesso da história. destruição.

do mundo sou a escória. caminho de mãos dadas

com o vício, a falência, a perversão. no bolso esquerdo

levo pragas, tempestades. pesadelos, viração.

mensageiro da incerteza e do fracasso,

exerço a minha fúria no parar de um coração.

não é muito bom estar aqui. sinto-me desonrado

com a vossa companhia.

muito desprazer, pode me chamar Imperfeição.

                                

                                   andrepinheiro, 2002.

                     

                                    

Read Full Post »

manifesto boca-suja

manifesto boca-suja

  

eu uso termos chulos

para expressar o belo

e o absurdo

da existência humana

  

impossível é agradar

a gregos e goianos

ou viver puxando o saco

de negros e troianos

  

eu uso termos chulos

com maturidade,

explorando a força e a intensidade

da palavra feia,

que marca e incendeia

qualquer discussão

  

eu uso termos chulos

contra a hipocrisia

de quem fala polido

de quem fala macio,

mas no íntimo planeja

uma traição

  

eu uso termos chulos,

embora tenha bom vocabulário,

porque me sinto livre

para encher a boca

e cuspir palavrão

  

eu uso termos chulos, sim

e quem não gostou

que vá…

                           

                                     andrepinheiro, 1999

Read Full Post »

Older Posts »